[Area] 03 Literatura

Voltar

Ver & Ouvir

 > 

Literatura
Literatura

A literatura , sob todas as suas formas, é uma das presenças constantes no programa da Fundação da Casa de Mateus.

Para além das inúmeras residências de autores, a Fundação criou e desenvolveu, desde 1980, três programas nucleares na área da literatura. O Prémio D. Diniz realiza-se anualmente desde 1980. O Prémio Morgado de Mateus foi atribuído com carácter mais excecional, em 1980 e 2013. Em 1990, iniciaram-se os Seminários Internacionais de Tradução Coletiva de Poesia Viva.


Apresentação de Livro
APRESENTAÇÃO DO CATÁLOGO DE ANNEMARIE MAES | MATÉRIA DE AFINIDADES
26
Sex
Abr
17:30

H

APRESENTAÇÃO DO CATÁLOGO DE ANNEMARIE MAES | MATÉRIA DE AFINIDADES
Evento

|

Apresentação de Livro
APRESENTAÇÃO DO CATÁLOGO DE ANNEMARIE MAES | MATÉRIA DE AFINIDADES
Ao longo de 2023, a artista Anne Marie Maes instalou o seu atelier móvel, o Laboratório da Forma e da Matéria, nos terrenos envolventes da Casa de Mateus. Observou cuidadosamente as...
Casa de Mateus

SABER MAIS

POLÍTICAS DE TERRITÓRIO, UM MANUAL DE SINGULARIDADES
13
Sáb
Mai
15:00

H

[Evento] Políticas de território, um manual de Singularidades
Evento

|

Apresentação de Livro
POLÍTICAS DE TERRITÓRIO, UM MANUAL DE SINGULARIDADES
Apresentação do Livro O Essencial da Política PortuguesaThe Oxford Handbook of Portuguese PoliticsCoordenação: Jorge M. Fernandes, Pedro C. Magalhães e António Costa Pinto Editor: Tinta...
Casa de Mateus

SABER MAIS

Apresentação do Livro “De Trump a Putin – A Guerra contra a Democracia”, de Álvaro Vasconcelos
27
Ter
Set
18:30

H

Apresentação do Livro “De Trump a Putin – A Guerra contra a Democracia”, de Álvaro Vasconcelos
Evento

|

Apresentação de Livro
Apresentação do Livro “De Trump a Putin – A Guerra contra a Democracia”, de Álvaro Vasconcelos
Apresentação do livro de Álvaro Vasconcelospor Fátima Vieira,Vice-Reitora da Universidade do Porto, e pelo Embaixador Francisco Seixas da Costa, com a presença do autor Álvaro de...

SABER MAIS

MEMÓRIAS EM TEMPO DE AMNÉSIA
26
Dom
Nov
15:00

H

MEMÓRIAS EM TEMPO DE AMNÉSIA
Evento

|

Apresentação de Livro
MEMÓRIAS EM TEMPO DE AMNÉSIA
«Memórias em Tempo de Amnésia são publicadas em dois volumes. O livro trata sobretudo do que era proibido lembrar, do que era subversivo memorizar. Os crimes deviam ser esquecidos...
Casa de Mateus

SABER MAIS

CRÓNICAS SOBRE O DOURO… E OUTROS TEMAS
25
Sáb
Nov
15:00

H

CRÓNICAS SOBRE O DOURO… E OUTROS TEMAS
Evento

|

Apresentação de Livro
CRÓNICAS SOBRE O DOURO… E OUTROS TEMAS
«Uma agradável surpresa para o leitor, estas escritas de Luís Braga da Cruz, espalhadas pelos anos 2015 a 2022. Os textos surgem em estilo que o leitor porventura mais aprecia neste...
Casa de Mateus

SABER MAIS

O MORGADO DE MATEUS E O EXÉRCITO PORTUGUÊS EM 1801
14
Sáb
Out
15:00

H

O MORGADO DE MATEUS E O EXÉRCITO PORTUGUÊS EM 1801
Evento

|

Apresentação de Livro
O MORGADO DE MATEUS E O EXÉRCITO PORTUGUÊS EM 1801
Enviado a Madrid em Fevereiro de 1801 para tentar evitar a invasão das tropas espanholas, aliadas das pretensões imperiais napoleónicas, D. José Maria – 5º Morgado de Mateus, pioneiro...
Casa de Mateus

SABER MAIS

GALIZA-NORTE DE PORTUGAL | TERRITÓRIO E FUTURO
29
Sáb
Out
15:00

H

[evento] GALIZA-NORTE DE PORTUGAL | TERRITÓRIO E FUTURO

Evento

|

Apresentação de Livro
GALIZA-NORTE DE PORTUGAL | TERRITÓRIO E FUTURO
Nascido da cisão da antiga Galaecia, o Condado Portucalense – futuro Norte de Portugal –, e a Galiza preservam uma matriz comum que explica certamente a proximidade cultural entre...

SABER MAIS

[Area] 03 Literatura

Prémio D. Diniz

O Prémio D. Diniz é atribuído pela Fundação da Casa de Mateus desde 1980 e distingue anualmente uma obra de poesia, ensaio ou ficção ou a tradução portuguesa de uma obra fundamental do cânone literário.

[Area] 03 Literatura

Prémio Morgado de Mateus

O Prémio Morgado de Mateus foi instituído em 1980, ano em que foi atribuído ex-aequo a Miguel Torga e Carlos Drummond de Andrade.

O júri do Prémio Morgado de Mateus 2013, constituído por Eduardo Lourenço, Vítor Aguiar Silva e Nuno Júdice, atribuiu-o, por unanimidade, a Vasco Graça Moura pelo conjunto da sua bra.

Projetos

4. Prémio D.Diniz [especial]
Prémio D. Diniz

O Prémio D. Diniz é atribuído pela Fundação da Casa de Mateus desde 1980 e distingue anualmente uma obra de poesia, ensaio ou ficção ou a tradução portuguesa de uma obra fundamental do cânone literário.

O Prémio literário D. Diniz, instituído pela Fundação da Casa de Mateus em 1980, destina-se a premiar obras publicadas no ano precedente à atribuição do prémio nas categorias de poesia, ficção, ensaio ou teatro, incluindo livros estrangeiros com forte ligação à cultura portuguesa ou tradutores de uma obra literária relevante pela qualidade da tradução.

 

Desde 2016, o júri é constituído por Nuno Júdice, que preside, Fernando Pinto do Amaral e Pedro Mexia e a atribuição do Prémio é realizada em conformidade com os dispositivos do Regulamento do Prémio Literário D. Diniz.

Seminário de Tradução de Poesia Viva
Seminário de Tradução de Poesia Viva

Ciclo iniciado em Dezembro de 1990, inserido num projeto em comum com a Fundação Royaumont em França e The Tyrone Guthrie Center na Irlanda, para a criação de uma rede europeia de centros de tradução de poesia viva.

A esta iniciativa aderiram a Associação Divan na Turquia, a Asociación Sansueña em Espanha, l’Istitució de les Lettres Catalanes na Catalunha, a Associação Villa Decius na Polónia The Baltic Center for Writers and Translators e o Centro Hölderlin-Gesellschaft na Alemanha.

O projeto é articulado com base num poeta, que assegura a escolha dos poetas estrangeiros convidados, reúne à sua volta uma equipa de escritores e tradutores associados e que ao mesmo tempo será o “animador” do seminário, assegurando ainda a supervisão das publicações que resultarem do seminário.

Em Portugal esse poeta foi, de 1990 a 1996 Pedro Tamen e, desde 1997 Nuno Júdice e Fernando Pinto do Amaral.

A Fundação da Casa de Mateus acolhe os poetas durante os cinco dias do seminário ao fim dos quais é feita uma leitura pública dos poemas na sua versão original e da sua tradução. Essa leitura repete-se no Porto ou em Lisboa sempre que possível.

Pretende-se promover o encontro entre os poetas e difundir a sua obra. Para isso é editado pela Quetzal um livro de cada um dos conjuntos de poemas apresentados para tradução pelos poetas estrangeiros convidados, numa edição especial a que se chamou Poetas em Mateus.

Em Mateus foram já traduzidos os poetas Emmanuel Hocquard e Claude Royet-Journoud (França); John Ashbery, Kenneth Koch e Philip Levine (EUA); John Montague e Thomas Mc Carthy (Irlanda); Franco Loi e Valerio Magrelli (Itália); Tasos Denegris e Demosthenes Agrafiotis (Grécia); Anise Kolz (Luxemburgo) e Jacques Izoard (Bélgica); Hans-Ulrich Treichel e Richard Wagner (Alemanha); Ruth Fainlight e Elaine Feinstein (Reino Unido); Eva Gerlach (Holanda) e Herman de Coninck (Bélgica); Peter Zirkulli e Endre Kukorelli (Hungria); Maria Mercè Marçal e Alex Susanna (Catalunha); Marin Sorescu e Nicolae Diaconu (Roménia); Ardal Alova e Adnan Özer (Turquia); Olga Orozco e Juan Gelman (Argentina; Ivan Laùcik e Ivan Strpka (Eslovénia); Lasso Sodeberg (Suécia); Bruno Wheinhals e Michael Donhauser (Austria); Anne Perrier (Suiça) e Salah Stétié (Líbano); Marcin Barin e Marcin Sendecki (Polónia); Myriam Moscona e Antonio Deltoro (México); Claude Esteban e Henry Delui (França), Pentti Holappa e Timo Sinnemaa (Finlândia);Jesus Muñariz e Jenaro Talens.(Espanha) Pia Tafdrup e Per Aage Brandt (Dinamarca); Hélène Dorion e Paul Bélanger (Canada); Sinan Gudzevic; Marko Vesovic e Boris A. Novak (Eslovénia do Sul); Israel Eliraz e Israel Bar Kohav (Israel), Joumana Haddad e Abdo Wazen (Libano), Karen Press e Dan Wylie (Africa do Sul), Petr Kral e Jan Stolba (Checoslaváquia) Martin Steiner (Italia) e Fabio Pusterla (Suiça), Mohammed Bennis e Hassan Nejmi (Marrocos), Evridiki Perikleous Papadopoulou e Georgos Kalozois (Cyprus); Enda Wiley e Pat Boran (Irlanda); Shota Iatashvili e Maia Sarishvili (Georgia), Alexandra Petrova e Alexei Tsvetkov (Russia), Boyko Lambobski e Gueorgui Konstantinov (Bulgaria) Philippe Delaveau (França) e Amalia Bautista (Espanha), Alain Lance (França) e Richard Pietrass (Alemenha).

Os Seminários de Tradução Colectiva de Poesia Viva e a edição dos livros traduzidos em Mateus tiveram o apoio da Direção Geral do Livro e das Bibliotecas.

 Graças a estes Seminários de Tradução de Poesia, entre 1990 e 2010, foram traduzidos em Mateus mais de 80 poetas de 39 nacionalidades diferentes, muitos deles publicados em livro.

Ver e Ouvir

Cartão Amigo

Amigo(a) da Casa de Mateus

Tenha acesso privilegiado à Casa, aos jardins, aos eventos culturais e a um conjunto de iniciativas exclusivas

TORNAR AMIGO

Ver e Ouvir
[Area] 03 Literatura

Horário

Segunda a Sexta 

9h00 às 17h00

Fins-de-Semana

9h00 às 17h30

Contactos

+351 259 323 121

Ver & Ouvir

Agenda

casademateus.pt desenvolvido por Bondhabits. Agência de marketing digital e desenvolvimento de websites e desenvolvimento de apps mobile